A Igreja Vermelha Scott Nicholson

“O Sacrificio é a moeda de Deus”.

a igreja vermelha no comenta livrosBem, esse livro foi muito confuso de ler. Mistura religião, fé, realidade, imaginação, delírios, tudo, mas não tem objetividade.

Não gostei  achei bem chato na verdade, são 314 páginas que ficaram bem confusas na minha cabeça. Foi o primeiro livro que li do escritor, mas me decepcionei com esse, lerei outros para tirar a primeira impressão, que não foi boa.

Ronnie é um menino de 13 anos onde vive vários problemas como por exemplo a separação dos seus pais. Sua mãe quer a todo custo que ele ame e encha seu coração com Jesus Cristo.

Ele detesta a igreja vermelha porque acredita que o Monstro do Sino com asas e garras vive escondido lá e o novo pregador e sua mãe querem que ele assista aos serviços da meia-noite com ela. Essa parte da estória é muito cansativa e sem graça.

O delegado também odeia a igreja vermelha porque seu irmão morreu lá há vinte anos e ele começou a ver o fantasma dele. E o fantasma pede para que ele liberte-o.

Tem assassinatos na estória, três famílias tradicionais com um segredo de traição e culpa, provação de fé.

O novo pregador acredita que seja o Segundo Filho de Deus e que a purificação dos pecados deve ser feita com sangue.

O enredo todo é em torno disso, e seu final foi sem graça na minha opinião.

Ele é classificado como romance mas não vi nada disso, não via a hora de acabar, uma pena.

Caso vocês leiam me ajudem e comentem aqui o que acharam, de repente eu não entendi a mensagem do livro.

A capa achei bem sinistra, não gostei e o preço para livro digital está bem barato.

Boa leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *