Dois irmãos, uma guerra – Ben Elton

Dois irmãos, uma guerra no Comenta Livros

Um livro sensacional, sobre a Alemanha de Hitler, contada através de uma família, unida por um segredo com gêmeos tão iguais mas bem diferentes.

Tudo começa com Frieda dando a luz a seus filhos, em 1920, gêmeos, mas só que não. Um deles é adotivo, por motivos que farão você se apaixonar por essa mãe.

Mas eles se parecem tanto que ninguém percebe e por tanto tempo esse segredo é guardado.

Mas o capeta em forma de gente chega, Hitler, e essa família judia tem um filho ariano, aí as coisas mudam de figura. Naquela época filhos alemães não se misturavam com judeus mesmo sendo da família, eram separados.

Tudo é bem detalhado mostrando a batalha dessa família para conseguir as coisas, com Frieda médica e seu marido um músico. Aliás essa parte do livro  é bem interessante com a introdução, mesmo que a contragosto do jazz, nos clubes da Alemanha nazista.

O pai dos gêmeos por ser um artista tem uma alma singela, engraçada, despreocupada e realista das coisas. Depois de tanto sofrimento indo parar num campo de concentração, sua vida muda muito e seu fim foi muito triste.

Tem relatos de muita crueldade com os judeus, mas os gêmeos, conseguem viver seu mundo.

Assim Otto e Paulus, arrumam duas amigas que serão peças chave para o desenvolver dessa história. São elas, Dagmar e Silke.

Uma rica e mimada e a outra pobre, mas comunista.

Um livro que mistura tanta política e guerra que temos a sensação de não termos estudado nada na escola.

Assim acompanhamos a infância, adolescência e a vida adulta dessas crianças.

Um belo dia é chegada a hora de contar a verdade e destinos serão traçados e vidas serão marcadas para sempre. Cada um precisa fazer uma escolha e seguir seu caminho.

Quem sobreviverá?

Diante desse fato, vimos a Alemanha se transformando num caos, com o nazismo invadindo a vida dos judeus de uma forma que conhecemos tão bem e a vida de Dagmar, muda muito.

Aliás uma personagem mimada, rica que faz de gato e sapato Otto e Paulus que são terrivelmente apaixonados por ela. Eles esquecem de viver para protegê-la a todo custo. Não gostei dela mas há algo terrível nessa história, que seu fim foi até pouco.

Silke era uma filha de empregada, que sofreu nas mãos do padrasto, amava Otto e fazia de tudo pela família. Havia uma rivalidade com Dagmar e fiquei inconformada com alguns fatos no final.

Enfim, um livro pesado, fala muito de guerra, massacre aos judeus, mas acima de tudo uma família unida até nos momentos difíceis onde os gêmeos, apesar da verdade da adoção, sentem-se unidos mais do que nunca.

Vale a pena ler e se espantar com o desenrolar desse final surpreendente.

São 496 páginas, com uma capa real, preço para livro digital ótimo e para livro físico você encontra pela metade do preço numa grande loja.

Leiam e me digam qual personagem vocês mais gostaram, curtam, compartilhem e sigam o blog.

Boa leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *