O testamento de São João – J. J. Benítez

O testamento de São João no Comenta Livros

Sou fã desse escritor pois já comentei aqui sobre os livros Cavalo de Troia, embora ainda faltem alguns volumes. Mas, suas histórias sempre nos deixam com uma pulga atrás da orelha e com certeza a reflexão faz parte disso, após se aventurar em cada livro.

Esse me interessei bastante, apesar de suas 240 páginas e uma capa comum, mas achei cansativo e algumas vezes surreal.

A narrativa é de João de Zebedeu após 73 anos da morte de Jesus Cristo, ele resolve abrir o jogo, revelando coisas absurdas da sua ressurreição, dos apóstolos, segredos da vida de Jesus, segredos sobre Deus, enfim assuntos bem interessantes.

No começo do livro ele relata como os apóstolos se confundiram com a palavra e ensinamentos de Jesus, como as Igrejas interpretaram mal e em consequência disso, aprendemos e sabemos fatos bem diferentes do que Jesus queria.

Aqui vale uma reflexão pois muitas vezes pesquisando percebemos que há muitas incertezas sobre a passagem de Jesus aqui na Terra, a sua concepção, a estrela de Belém, assuntos que nos motivam a acreditar que cada um dos apóstolos deu a sua versão dos fatos, após muitos anos da morte de Jesus. Todos sabemos que quando contamos algo hoje, depois de vários anos, fica diferente de lembrar e contar não é mesmo?

Mas voltemos aos fatos. Tem informações bem interessantes sobre cada apóstolo incluindo o traidor Judas, que no meu ponto de vista não passava de alguém invejoso e acreditem o único que entendeu a mensagem de Jesus. É só parar para pensar um pouco e analisar cada atitude que Jesus teve com ele e suas palavras.

Já no meio do livro aí sim me pareceu um pouco de alucinação do mesmo que já estava bem velho. Seu encontro com alguns anjos, falando sobre a morada de Deus por exemplo não me convenceu.

Para mim, começou a ficar desinteressante. Concordo que os apóstolos realmente fizeram tudo errado com a palavra de Jesus, pensando cada um em seu benefício próprio, mas até chegar a 7 (sete) segredos não revelados por exemplo, achei um exagero.

Tinham alguns diálogos dos anjos com João que só com muita concentração para entender o que queriam dizer. A interpretação nesse ponto é complicada, parecia que estava lendo a bíblia e buscando entender o que diziam com os dias atuais.

Final chatinho, sem muito sentido, mas vale pela experiência de sabermos que não entendemos nada da história de Jesus, há muito mistério, só concordo com o livro quando ele diz que Deus é amor e somos sua imagem e semelhança com erros, atitudes, desejos, vontades.

Não sei se vocês gostarão ainda mais que o preço para livro físico é caro, somente valendo a pena para livro digital.

E vale um alerta, leiam abertos a novas ideias, sem preconceitos em religião, pois Jesus não é religião, Jesus é amor, paz, ensinamentos.

Espero que gostem e não esqueçam de comentar o que acharam.

Boa leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *