Tatuagem – Jennifer Lynn Barnes

Jennifer Lynn Barnes no Comenta Livros

Um belo dia meu marido resolver fazer mais uma tatuagem e fui acompanhá-lo, mas chegando no estúdio para meu desespero, esqueci meu kindle.

Mas,  bem em frente tinha uma livraria e resolvi gastar um pouco. Fui direto na seção de promoções e vi esse livro.

Preço bom, capa interessante e coincidência faziam parte das minhas horas esperando o término da tatuagem.

Mas foi exatamente o contrário. O livro é chato no começo e fiquei muito irritada pois demorou muito mais pois não tinha empolgação, então as 312 páginas demoraram para acabar.

A protagonista Bailey não gosta de exibir seu corpo, é até tímida, mas um belo dia está com suas amigas num estúdio de tatuagem. Cada uma decide onde quer fazer e inicia a tortura, sim porque dói ainda mais dependendo do lugar que você escolher.

Como eram quatro meninas ainda teriam três dias pela frente para a execução. Então, estamos no mundo dessas meninas chatas e sem graça. Fizeram tudo isso para escaparem de uma aula da escola.

Como todo universo adolescente, o universo delas eram garotos, roupas, maquiagens.

Só que esbarramos no poder sobrenatural que cada tatuagem tem e transmite para as meninas e elas tem que salvar suas vidas a qualquer custo.

Pareceu um pouco empolgante, até me animei, mas as páginas seguintes tem  pesadelos assustadores, cenas absurdas, violência na medida certa e explicações sem fundamento.

O inimigo aos poucos é revelado e elas tem o propósito de salvar o mundo.

Final sem graça, e um livro que nem um pouco me passou uma imagem de algo legal.

Não tem para baixar em livro digital e o físico é um preço acessível.

Se você gosta desse mundo sobrenatural sem sentido, essa história parece perfeita.

Para mim deixou a desejar várias conclusões, os diálogos eram cansativos e muito infantis.

Acredito que a escritora pensou uma coisa e escreveu outra.

Mas no fundo, os adolescentes vão gostar sabia? Tem muito a ver com eles.

Então você leu? O que achou?

Me conta porque acredito que naquele dia minha paciência foi testada e a fome me torturou por isso uma impressão estranha.

Boa leitura.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *