Ps: eu te amo – Cecelia Ahern

ps

Que livro triste de ler, senhor, mas que valeu cada uma das suas 368 páginas.

Na verdade esse livro não tem nada a ver com o filme, pois ele fica com pontas soltas, mas aqui a autora narra tudo na vida de Gerry e Holly.

Um casal que namora desde sempre e sonhavam em ficarem juntos, até que Gerry morre e deixa a vida de Holly completamente sem sentido. Já pensaram nisso? Nunca imaginei ficar sem meu marido, pois fazemos tudo junto, assim como nossos protagonistas.

Ler maisPs: eu te amo – Cecelia Ahern

A história não contada – Monica Ali

A história não contada no Comenta Livros

A princípio me interessei pela sinopse desse livro, não gostando da capa, mas decidi ler.

Ele conta uma ficção (será?) da vida da princesa Diana caso não tivesse morrido naquele acidente.

Tem um relato de como tudo foi forjado através do seu segurança particular e seu grande amigo. Os detalhes são bem interessantes e vimos uma Diana descontrolada, paranoica que abandonou tudo, inclusive seus filhos, para ter uma vida de paz e sossego, longe do principado e suas responsabilidades.

Ler maisA história não contada – Monica Ali

A garota do orfanato sombrio – Temple Mathews

A garota do orfanato sombrio no Comenta Livros

Com uma capa tão sombria,  além do título,  mergulhei num mundo espiritual e tão real ao mesmo tempo.

Já imaginou acordar num lugar frio, estranho e com pessoas desconhecidas? Isso foi o que aconteceu com uma garota de 16 anos chamada Echo Stone.

Ela só queria seus pais e sair daquele lugar, onde os adolescentes que moravam lá aprontavam com os novatos e não explicavam nada.

Queria o aconchego do seu namorado Andy e queria de volta a sua vidinha pacata.

Ler maisA garota do orfanato sombrio – Temple Mathews

Para onde vão os suicidas? – Felipe Saraiça

Para onde vão os suicidas? no comenta livros

Um livro que chamou a atenção por essa capa colorida que lembrou o dia dos mortos no México.

Cada vez mais escutamos notícias sobre adolescentes que se suicidam por não estarem felizes com a sua vida. Em contrapartida adultos entram nessa estatística ainda que mais fraco, pasmem.

Esse livro tem temas fortes, mas ao mesmo tempo, trata de um assunto que para muitos ainda é um tabu.

Angelina nasceu e sua mãe morreu no parto e a partir daí sua vida é uma droga. Seu pai fazia o que era possível para ter uma vida normal depois dessa decepção. No fundo sua consciência culpava Angelina mesmo que não demonstrando. Sua madrasta, ainda que boazinha, se comportava de forma discreta e sua irmã, era uma irmã caçula, portanto, chata.

Ler maisPara onde vão os suicidas? – Felipe Saraiça