DramaHistóriaPolítica

Daqui não saio – Marco Balzano

Hoje comento mais um livro que fiquei surpresa com a história pois jamais imaginaria o que aconteceria em suas 239 páginas, uma vez que pela capa não consegui identificar do que se tratava.

Toda a história gira no mundo de Trina, uma menina que vive no interior da Itália na época do fascismo de Mussolini.

Aos poucos, a política entra na vida dos personagens, assim como acompanharemos também a chegada do nazismo com Hitler.

Trina conta como se apaixona por um rapaz e como vive com sua família num campo plantando e vivendo com seus animais e sobrevivendo as loucuras do fascismo.

Vamos descobrindo como ela finalmente se casa com seu grande amor e como sua cidadezinha vai se transformando durante a guerra.

A chegada dos seus filhos, o convite para lecionar as escondidas pois os nazistas não queriam ninguém alfabetizado, como viu sua amiga sendo presa pelos mesmos, enfim cada tragédia na sua vida será contada de uma maneira que você fica impactada como esta menina, moça e mulher que aguentará firme, sempre na mesma cidade.

Todos os outros moradores e até membros de sua família fogem para outros locais, mas Trina, seu marido e seus dois filhos resistem à guerra, mesmo seu marido seguindo para o front.

Esta parte do momento que o marido deixa a casa para seguir na guerra foi muito impactante porque a responsabilidade da casa e dos animais ficou com Trina e após o retorno do marido muito tempo depois, as sequelas psicológicas foram grandes e trouxeram desgostos e mágoas.

Um dos capítulos mais fortes do livro é quando sua filha, já cansada da guerra e da vida que levavam, foge com sua tia para nunca mais retornar deixando a família arrasada e em seguida seu filho se transforma num nazista, admirando Hitler, porém muito tempo depois a decepção do seu ídolo acontece e Trina o recebe de volta totalmente mudado.

Não posso deixar de comentar que ela e o marido logo após o alistamento do filho fogem dos nazistas para as montanhas, uma vez que seu marido não quer lutar mais e com esta atitude eles se tornam desertores. Cenas fortes são relatadas em capítulos interessantes.

Quando a guerra termina e percebo que o final chegará tenho mais uma surpresa: a água da represa inundará os campos e as casas e eles terão que defender aquilo que sobrou após a guerra. Muitas obras mal sucedidas por conta da guerra foram iniciadas e não terminadas, por isso o problema na represa.

Esta parte final do livro é muito boa porque a comunidade se une contra a empresa que quer reconstruir uma represa maior e eles tentam impedir.

Muitos aceitam dinheiro e vão embora e outros, como Trina e sua família lutam para ficarem com seu pedaço de terra, única coisa que ainda resta na vida.

O livro é muito bom e o escritor conta uma história real que misturou com um pouco de ficção e fiquei feliz por ler algo tão legal e diferente.

Valeu a pena pagar um preço tão bom para livro digital e dentro de um orçamento para livro físico sobre uma história real com um final que acontece muito em vários lugares espalhados pelo mundo, quando empresas chegam e tiram das pessoas o pouco que elas têm desvalorizando o patrimônio, porém lucrando muito depois de concluídas as obras.

Leiam e conheçam a história de uma mulher marcada pela decadência do nazifascismo e pela decadência de sua família que tentou sobrevier com perdas e poucos ganhos.

Espero que tenham gostado.

Até o próximo comentário.

Podcast Daqui não saio

Descontos especiais para você.

https://acesse.vc/v2/221effc69d9