Guerra das rosas – Pássaro da tempestade – vol. 1 – Conn Iggulden

Guerra das Rosas no Comenta Livros

Como gosto de história, me encantei com essa capa e com comentários tão positivos sobre esse reinado de Henrique VI da Inglaterra.

Um livro onde o autor conta algo real, em alguns momentos por incertezas de fatos, ele inclui algo para deixar a história mais interessante. Isso ele esclarece no final do livro com algumas dúvidas que fiquei, mas que lendo ficaram claras.

Henrique é mais um rei que cede ao casamento arranjado com Margarida de Anjou de apenas 14 anos. Uma cerimônia estranha sem a presença dele, mas com tanto significado pois foi fundamentada  num acordo de fim de guerra entre a Inglaterra e França.

Curiosidades a parte, Henrique foi durante seu reinado um “banana”, facilmente manipulado, sem coragem, com uma doença estranha, parecia em vários momentos catatônico, fissurado pela Igreja e longe de ser um marido adorável. Mas teve seus momentos fofos.

Margarida pareceu mais uma plebeia mimada, mas demonstrou força em assumir um casamento com tanta responsabilidade, aprendeu a ter voz forte, ajudava seu marido em momentos difíceis e tomou decisões importantes para a Inglaterra na ausência do rei.

Num mundo rodeado por bajuladores e loucos por roubarem a Coroa, Henrique confia a dois homens o reino para tomada de decisões para finalizar uma guerra. São eles, Derry Brewer e William de La Pole, Duque de Suffolk. Personagens fortes que fizeram parte de um tratado de paz, que deu errado e ambos sofreram consequências graves tanto para eles e para a Inglaterra.

a guerra das rosas parte 2.jpg

Mas o mais importante é que serviram a Coroa e seu rei até o último instante. Vale a pena principalmente o capítulo de William, ele foi bem importante no casamento de Henrique e Margarida.

Então algumas páginas foram bem longas com  a conspiração criada por Ricardo, Duque de York, para destronar o rei e ocupar seu lugar.  Um período de muita guerra, com páginas que saíam sangue literalmente. Nunca vi tanta gente morta e decepada. Esse ponto ficou bem focado, mas cansativo e pesado, mas real, então vale a pena.

Muitas mortes, recompensas e um final sensacional onde vimos Margarida engolir certa decisão deixando o livro 2 mais interessante.

O que posso adiantar é que Henrique no final está acamado, em estado vegetativo,  mas ainda vivo, o que para os que querem o poder, impossibilitado de reinar, então novas conspirações são tramadas.

São 406 páginas de muita estratégia, alianças políticas, jogo de cintura e muita morte.

O preço para livro digital está muito bom e acessível para livro físico.

Tem mais dois volumes que assim que ler comento aqui, porque com certeza valerá a pena ainda continuar na Inglaterra por dentro de suas conquistas e seus reis tão misteriosos.

Espero que tenham gostado e não esqueçam de comentar, curtir e seguir o blog.

Boa leitura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *