Leonardo da Vinci e os sete crime de Roma – Guillaume Prévost

Para encerrar a semana vamos de mistério com o indecifrável Leonardo Da Vinci.

Passeando pelo Shopping da minha cidade vi que tinha um pequeno espaço com vários livros com preços ótimos.

Entrei e me encantei com este livro.

Achei a capa interessante, o título melhor ainda, 252 páginas de muito mistério na biblioteca do Vaticano com segredos das ruínas antigas.

Não conhecia o autor e a sua biografia resumi para vocês.

Nasceu em Madasgacar no ano de 1964, professor de história é um dos mais importantes escritores franceses do gênero policial histórico (que adoro). Este foi seu primeiro livro publicado em 2000 e os outros são grande sucesso no mundo.

Mas vamos a história.

Estamos em Roma às vésperas do Natal de 1514 com o papa Leão X.

Dias antes desta data importante para os cristãos, apareceu pendurado numa estátua o corpo de um homem de certa idade decapitado.

Ao chamar a polícia conheceremos Guido, filho de um policial renomado em Roma e que se formou em Medicina e foi apresentado ao caso para a análise do corpo.

Junto com os policiais conhece o incrível Leonardo da Vinci que é envolvido nos casos por conhecimentos avançados para a época com seus trabalhos de anatomia, pintura e outras coisas e que adora interpretar casos sombrios.

Guido tem a oportunidade de participar das investigações e junto com Leonardo vão em busca de provas e do perigo.

Uma amizade nasce entre Guido e Leonardo que veem além da lógica, o motivo pelo qual o assassino além de matar ainda deixa mensagens religiosas para serem decifradas.

O diálogo entre eles fica muito interessante pois Da Vinci é muito excêntrico e avançado para a época fazendo Guido se encantar e aproveitar de toda sua inteligência.

Quando estão analisando o primeiro crime, outro acontece em pontos históricos e mais mistério envolvem todos.

Aos poucos as visitas a Biblioteca do Vaticano, conversas com os cardeais e até mesmo uma visita ao Papa parecem não serem suficientes para esclarecerem os casos.

O livro vai te envolvendo e você fica junto com os personagens tentando entender o que aconteceu e entrando no mundo sombrio das histórias do Vaticano e seus segredos.

Tudo que o assassino faz está relacionado com algum fato religioso e as pistas ficam em certas horas mais fortes e outras nem tanto e estamos junto como nossos personagens na “estaca zero”.

Guido e Leonardo persistem e mais quatro mortes acontecem todas interligadas com uma seita e fica mais instigante.

Uma última morte vai acontecer e eles tem que correr contra o tempo para evitar, afinal, a pessoa envolvida é conhecida, agora que sabem uma parte do motivo e quem é o assassino.

Muito bom o livro porque o final é espetacular, lembra muito o livro “O Código da Vinci” e os personagens são muito bem explorados e reais.

Um roteiro policial que você descobre um pouco mais sobre os segredos escondidos nas paredes e na biblioteca do Vaticano e nem percebe que o livro tem tantas páginas.

Um plano de vingança executado 40 anos depois fará você se apaixonar pelo enredo deste escritor que soube ser inteligente e trazer algo misterioso e cruel para uma época onde Roma jamais poderia ter um deslize senão seria tomada de vez pelos seus inimigos.

Espero que tenham gostado do comentário e não esqueçam de curtir, compartilhar ou seguir o blog.

Um ótimo final de semana e até a semana que vem.

Podcast Leonardo da Vinci e os sete crimes de Roma
Redes Sociais

Descontos especiais para você.

https://acesse.vc/v2/221effc69d9

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: