Minha vida com Pablo Escobar – Jhon Jairo Velásquez

Se você é meu seguidor já deve desconfiar que gosto de histórias que envolvem esse criminoso Pablo Escobar, inclusive, já divulguei comentário aqui (deixarei o link no final).

Esse não foi diferente porque já assisti a série disponível na Netflix sobre Pablo Escobar e foi incrível.

Nesse livro de 334 páginas com preço bom para assinatura Kindle e caro para livro físico, o braço direito Jhon Jairo conhecido como Popeye conta como foi viver com Pablo e também relata seus dias após se entregar para a polícia e ficar preso por 23 anos e 3 meses. Ele se entregou em 1992.

Relato interessante sobre o tráfico de drogas na Colômbia naquela época, sequestros de políticos, jornalistas, mortes de inocentes ou pessoas que desafiavam a vida do crime com o Patrón , como era conhecido Pablo Escobar.

Não estou aqui defendendo ninguém, porém mostrando como o crime não compensa e também como foi a ressocialização de Popeye após tanto tempo preso.

Popeye conta como cada criminoso se entregou na cadeia na época e os que ficaram soltos, permitiram tanta violência num país que não crescia a não ser que obedecesse os grandes chefões do narcotráfico.

Fugas espetaculares, rota de envio de drogas, assassinatos e dias na cadeia foram pesados de ler, mas interessante pois mostra o encarceramento em outro país.

Popeye entregou todos os corruptos e relatou como matou as pessoas, não esquecendo do avião da Avianca que eles explodiram.

Ele conta  as regalias que os presos tinham  e sabemos que aqui isso acontece aos montes.

Após tanto sofrimento na cadeia e admitindo culpa nos seus crimes Popeye finalmente consegue a tão sonhada liberdade em 2014 e encontra a paz de espírito para se tornar um novo homem fora da cadeia e tentar ser feliz com seu filho.

Um bom relato, bem escrito, rico em detalhes com um final que sempre ficaremos na dúvida se uma hora a pessoa não volta para o crime, mas acredito que todos tenham direito a segunda chance e para os mais evoluídos, o perdão.

Após sair da cadeia, Popeye virou um youtuber com muitos seguidores, mas foi preso novamente em 2018 por extorsão e por participar de uma festa onde havia um traficante procurado na época. Essas informações adquiri no google através de alguns jornais.

Mas não sei se foi o destino, no final de 2019 ele foi transferido para um hospital onde morreu na cidade de Bogotá em 06 de fevereiro de 2020 de câncer no esôfago aos 57 anos (fonte portal G1 da Globo.com).

Assim encerrou uma história do maior cartel de drogas do mundo, o Cartel de Medelin.

Espero que tenham gostado.

Até o próximo comentário.

Outros livros referentes s Pablo Escobar

Pablo Escobar: meu pai – as histórias que não deveríamos saber – Juan Pablo Escobar

Quer ouvir o podcast?

Podcast Minha vida com Pablo Escobar
Redes Sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: