Na Pegada do Vaqueiro – Lyne Moura

Sempre que leio um livro da Lyne espero por surpresas gostosas e agradáveis.

Tenho percebido em alguns livros o seu amadurecimento nas histórias porque aborda sempre assuntos controversos de forma tão natural, respeitosa e sutil.

Neste livro não foi diferente, apesar de suas 453 páginas a escritora nos mostra uma mulher doce e linda chamada Olívia que nas vésperas de seu casamento perde seu noivo num acidente de carro.

A partir deste fato, Olívia torna-se egoísta, chata e infeliz e prefere doar sua vida ao trabalho, deixando por onde passa uma carga de pessimismo afastando todos de sua vida.

No outro lado temos seu irmão gêmeo Oliver um homossexual que busca aceitação do pai, mora em Paris pois é um estilista famoso, bem humorado, feliz que renderá boas risadas no decorrer das páginas e que retorna ao Brasil devido um fato marcante na família.

Acatando um pedido do pai ambos vão para uma fazenda onde descobrirão sentimentos novos ou enrustidos e ficarão diante de uma escolha na vida.

Nesta fazenda tanto Olivia quanto Oliver encontrarão pessoas que mostrarão o lado simples e feliz de viver no campo.

Na fazenda Olívia tem que viver com a irritação de Edgar, um vaqueiro bem lindo que administra a fazenda de uma forma bem profissional, porém tem seus traumas e passou por uma decepção muito grande.

Edgar precisa sustentar a família e vê na fazenda sua única forma de vida e se vê ameaçado com a chegada desses herdeiros que nunca quiseram saber de nada relacionado ao trabalho e vida do pai. O que aconteceria agora? A fazenda seria vendida? Para onde ia Edgar e sua família?

Quanto a Oliver foi preparado de uma forma intensa, sutil porém verdadeira com um final bem legal. Sempre dava ótimos conselhos para Olívia.

Depois de tanta decepção Olivia precisa dar uma chance a uma nova vida, mesmo que isso atrapalhe seus planos profissionais: seu objetivo era ser Diretora da empresa que trabalha.

Veremos que Olivia num primeiro instante nos deixará decepcionadas com certas atitudes, mas depois seu coração de pedra começa a quebrar e aí o coração de sangue volta com tudo e ficaremos encantados com sua maturidade e atitudes. Torcemos até por isso e nos tornamos próximas a ela.

A aproximação dos amigos e da mãe renderão boas lágrimas com diálogos rápidos e objetivos.

As passagens na fazenda assim como as comidas e expressões mineiras foram pontos altos no livro.

Falando mais um pouco do vaqueiro, Edgar tem uma carga emocional grande e precisa de muito pulso firme para domar Olivia e ainda segurar as pontas da sua família.

Amei Bruno e como foi sutil o tratamento de sua necessidade especial e como a chegada da mãe foi feita de uma maneira que agregou a história fugindo de clichês de brigas entre os pais.

O livro é encantador mesmo com cenas quentes para adultos que não vou comentar porque não vi nada de extraordinário, então fico mesmo com o enredo que teve objetividade e chega ao final agradando a tudo, porém de forma lógica e sem exageros.

Gostei, deixo minha indicação e não posso esquecer de falar que a trilha musical é muito linda e integra bem a história.

Capa “prá” lá de linda porque tem a ver com um momento da vida de Edgar num determinado local.

Hoje e amanhã o livro estará gratuito na Amazon, porém depois o preço permanece muito bom para adquirir. Vou deixar o link no final do comentário.  

Enfim, assim é “Na Pegada do Vaqueiro” onde nada é certo, mas tudo é importante para a vida e o amor.

Espero que tenham gostado.

Até o próximo comentário.

Link do livro.

https://amzn.to/34ScLI8

Podcast.

Podcast Na Pegada do Vaqueiro
Redes Sociais
%d blogueiros gostam disto: