Churchill: o homem que salvou a Europa de Hitler

Nunca havia comentado revistas aqui no blog, mas como tenho assinatura pela Amazon eles disponibilizam várias e resolvi ler essa pois a capa é sobre Churchill.

A capa é linda e o conteúdo fiquei maravilhada pois tem várias reportagens muito interessantes como: fatos e fotos da Coréia do Norte, como nasceu o dialeto “Uai”, fala sobre o Muro das Lamentações, como Collor foi cassado, piratas, muita coisa boa.

O mais interessante é que tem fotos e não são textos cansativos, você aprende e passa um bom tempo viajando pelos fatos marcantes da história.

Mas vamos ao que interessa: Churchill.

Ele nasceu em 30/11/1874 e morreu em 24/01/65 aos 90 anos, era escritor, pintor, foi militar, jornalista, político membro do Parlamento.

Escrevia livros por amor e para manter uma boa vida. Escreveu 6 volumes do livro A Segunda Guerra.

Em 2002 foi eleito pela BBC o maior britânico de todos os tempos.

Era um estadista destemido, monarquista e imperialista convicto, causava desconfiança entre todos do Parlamento. Teimoso, confiante e tinha um poder de convencer seus opositores na direção certa.

Organizou um governo com a participação de líderes do Partido Trabalhista e Partido Liberal.

Quem viu a série The Crown da Netflix acompanhou seu personagem com um destaque bem interessante.

Os seus discursos inspiradores durante a 2ª. Guerra uniram o povo da Grã-Bretanha para derrotar Hitler e o nazismo.

Aos 65 anos, em 10/05/1940, foi convocado às pressas para ocupar o posto de 1º Ministro do Reino Unido substituindo Neville Chamberlain cujos esforços diplomáticos não deram certo, principalmente contra Hitler.

Nessa época a Alemanha já tinha invadido potências ocidentais como Holanda, Bélgica, Luxemburgo e França.

Após a invasão da Polônia aliada dos britânicos em 03/09/1939 o Reino Unido declarou guerra à Alemanha.

Segundo podemos perceber em fatos jamais menosprezou Hitler, afinal de contas sabia da sua força e influência.

Uniu forças mesmo com divergências com Franklin Roosevelt (EUA), Josef Stálin (União Soviética) e Charles de Gaulle (França). Soube conciliar apesar de sua teimosia uma forma de derrotar Hitler.

Enfim, a reportagem de Raphaela de Campos Mello nos transporta para uma história sensacional que aprendi mais do que quando estudei na escola e percebi o quanto foi importante essa figura política para o mundo.

Gostei muito de ler e acredito que os estudantes e curiosos também se deliciarão.

Parabéns pois o texto está muito bom e se você tem a assinatura aproveite essa oportunidade.

É algo diferente, construtivo para esse momento de estudar, ficar em casa e aprender.

Já pesquisei que tem outras edições e trarei sempre que possível, afinal leitura é sempre bom independente de livro, revista, gibi.

Espero que tenham gostado e peço que curtam, compartilhem com os amigos e sigam o blog, nos ajudem a crescer e melhorar.

Até a próxima revista.

Redes Sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: