Sissi – A Imperatriz Solitária – Allison Pataki

Quando baixei este livro imaginava uma história que fosse me prender do começo ao fim, mas foi exatamente ao contrário, não via a hora de terminar.

Ele tem 557 páginas, uma capa que retrata a Imperatriz e preço muito bom para livro digital e dentro da média para livro físico.

Elizabeth ou Sissi como era mais conhecida foi Imperatriz da Áustria-Hungria e sempre despertou curiosidade pois foi a mais linda do mundo.

Realmente sua beleza é bem retratada no livro onde a mesma se preocupa com sua aparência, cuida muito do seu cabelo onde possuía uma pessoa para arrumar e cuidar e gostava de ser o centro das atenções.

Casada aos 15 anos com o Imperador Franz viu no casamento o desastre da sua vida. Junto com o casamento ganhou a sogra que fazia da sua vida um inferno ou não como verificaremos no leito de morte da senhora.

Sissi nunca quis seguir as regras da Corte, achava chata e em nenhum momento ajudava seu povo. Ela achava que sua beleza ganharia o coração deles. Percebi seu egocentrismo pensando somente nela e em seus casos amorosos.

Teve quatro filhos e viu dois deles sendo “tirado” dela para serem cuidados pela sogra mesmo dentro do castelo. Apenas sua filha mais nova ela pode realmente ser uma mãe e a outra filha morreu com apenas dois anos de idade.

Então, o livro vai falando sobre a vida de Sissi na Corte, sobre sua popularidade muitas vezes em baixa pelo seu povo e o afastamento como casal com seu marido.

Teve casos amorosos e apaixonava-se até mesmo com uma certa facilidade.

A distância dos filhos foi algo chocante no livro e quando ela tenta recuperar o amor pelo menos de um deles acontece algo trágico anos depois mexendo muito com o seu estado emocional.

Sissi foi uma pessoa que não gostava de ficar no Castelo e viajava demais gastando muito dinheiro com compra de cavalos, festas e nenhuma preocupação com seu povo. Na minha opinião uma viajante.

Não foi uma pessoa que me encantou tinha muitos problemas de depressão e em certos momentos não apreciava que suas filhas brilhassem mais que ela.

Seu marido pensava no seu povo e trabalhava demais, seguia rigorosamente às regras, porém a sua maneira fazia tudo que Sissi pedia e a amou muito.

Tem personagens marcantes como seu primo e rei Ludwig que foi um capítulo à parte com uma loucura e um amor proibido.

Veremos Freud tentando convencer a todos com suas teorias mirabolantes e uma definição para depressão que foi bem abordada e um ponto interessante no livro.

Enfim, boa história, porém esperava que ela fosse diferente e seu final foi catastrófico, mas acredito que trouxe alívio para sua alma amargurada.

Se alguém leu me conta o que achou do livro.

Até o próximo comentário.

Podcast Sissi

Descontos especiais para você.

https://acesse.vc/v2/221effc69d9

%d blogueiros gostam disto: